2012_UM NOVO AJAW.

 

(de saga em saga)
1º Semestre 2013

Parte II. Realizações Pessoais Literárias

Era para dizer realizações profissionais, ou actividades profissionais desenvolvidas, por este vosso modesto escriba, mas isso seria faltar á verdade e á realidade dos factos. Sou dum tempo em que havia gente séria a tempo inteiro e com dois palmos de vergonha na cara. Hoje esta espécie está em vias de extinção. Por isso julgo que apesar de tudo é sempre melhor uma má verdade a uma boa mentira. Daí que tudo o que semeei e colhi, nesta seara da escrita e literatura, o tenho sido feito a título meramente amador. Porque não sou, não sou, “profissional liberal intelectual” da escrita. Correcção, ainda não o sou, como uma vez disse um mestre Zen que um dia passou na estrada da minha vida. Sempre gostei de escrever. Sempre gostei de ler. Não sei qual destes gostos eu gosto mais. Sei que para escrever um centímetro de letras tenho de ler quilómetros delas para a escrita ser posteriormente possível. Viajámos e ainda viajamos por esse Mundo a fora. Sempre fiz e faço, Diários de Viagens, de todas as nossas partidas e chegadas, de modo a poder guardar para a posteridade memórias de pessoas e locais que me/nos encheram o coração de alegria e felicidade. Posteriormente, baseado nesses meus diários de viagens, arranjo matéria para escrever alguns artigos e textos de viagens que posteriormente envio para algumas revistas e jornais da especialidade. Para meu deleite alguns deles mereceram honras de edição. Uns em papel. Outros no digital. Todos aqueles que leram esses meus textos estiveram todos de acordo num ponto: ao lerem os artigos os leitores sentem-se transportados para os locais narrados nos textos e, nalguns casos, não raras vezes, ao lerem os artigos julgaram sentir os cheiros e odores, bem como sons, desses mesmos locais e pessoas. Sei que tudo isto me parece uma gota de água no Oceano. Por vezes parece que estou a nadar contra a corrente. Ao contrário do orgulhoso que prefere perder-se a perguntar qual é o caminho, eis pois algumas colheitas das minhas searas para humildemente vos perguntar se este caminho também poderá ser a direcção certa do meu Norte? Eis pois as colheitas:

Foto 013, Manhã de 2003-08-15, Rolo ID873-331, bebendo Água de coco, em Arraial d' Ajuda, Bahia, Brasil

Foto 013, Manhã de 2003-08-15, Rolo ID873-331, bebendo Água de coco, em Arraial d’ Ajuda, Bahia, Brasil

http://fugas.publico.pt/DicasDosLeitores/317666_o-meu-mundo-em-sidi-bou-said

(Revista Fugas, Jornal Público, 10-03-2014)

http://fugas.publico.pt/DicasDosLeitores/320077_uma-visita-a-casa-de-anne-frank

(Revista Fugas, Jornal Público, 18-05-2013)

http://fugas.publico.pt/DicasDosLeitores/322143_o-silencio-das-areias

(Revista Fugas, Jornal Público, 28-06-2013)

O meu reconhecido obrigado ao jornal Público mais concretamente à sua revista Fugas, bem como a todos os seus colaboradores, pela possibilidade que me deram de vos dar a conhecer o meu Mundo. Nem melhor nem pior que outros que há por aí. Apenas o meu Mundo.

“Por vezes sentimos que aquilo que fazemos não é senão uma gota de água no mar. Mas o mar seria menor se lhe faltasse uma gota…”

(Anjezë Gonxhe Bojaxhiu, mais conhecida como Madre Teresa de Calcutá, Macedónia 1910 – Calcutá 1997)

Anúncios
Categories: 2012 UM NOVO AJAW | Etiquetas: , | 4 comentários

Navegação de artigos

4 thoughts on “2012_UM NOVO AJAW.

  1. Clara Amorim

    Viva, José Alberto!
    Só para te dizer que admiro muito a tua escrita, pois é sempre muito genuína!!! E o que faz um bom escritor é, acima de tudo, a genuinidade, o saber transmitir emoções, sentimentos, no caso de viagens também as vivências, as cores, os cheiros, os sabores, … E tudo isto tu fazes muito, muito bem!!!
    Por isso, quem quer saber de profissionais liberais intelectuais???
    Continua a ser quem és e a perseguir o teu “caminho”!!!
    Grande abraço.
    Clara

    Gostar

  2. Um sincero obrigado, do fundo do meu coração, pelas palavras de incentivo, amiga Clara. Como eu já escrevi aqui, se vires alguma coisa boa em mim, ela não está em mim, mas sim em ti. Obrigado.

    Gostar

  3. Venham mais, em especial aquele artigo sobre a cidade mais cobiçada do planeta. Está a tornar-se um vicio bom que só é bom quando é feito como deve ser e faz com que os outros aguardem com grande expectativa o seguinte. Go on…

    Gostar

  4. Estou quase, quase, a acabar “esse” artigo, Ana. Mas posso desde já dizer que o seu título está previsto ser “If you see something, say something”….tenho dito.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: